domingo, 28 de junho de 2015

Momento lírico 374

PAU QUE NASCE TORTO...
(Karl Fern)

Foi em 22 de abril
Remetido por Portugal
Veio descobrir o Brasil
O Pedro Álvares Cabral.

E essa mentirinha sutil
Ficou em nossa história
Foi um golpe mercantil
Implantado na memória.

Ao descrever esta glória
O Caminha se esqueceu
Em oito anos era notória
Um genovês antecedeu.

Esse navegante europeu
Tinha chegado à América
E o português cometeu
Foi muita falta de ética.

Numa negociata patética
Entre Portugal e Espanha
Urdiram a pauta eclética
E uma injustiça tamanha.

Em uma decisão tacanha
Deram um covarde tombo
No titular da tal façanha
Herói Cristóvão Colombo

Para completar o rombo
No histórico acontecido
Como por trás do biombo
O seu nome foi preterido.

Américo Vespúcio é sabido
Foi a figura homenageada
E ao Novo Mundo surgido
O forma América foi dada.

Com Colômbia descartada
Pelo vil reino castelhano
Em Portugal foi negociada
Uma calmaria no Oceano.

Se começou por “engano”
Por um acordo proposital
Feito por debaixo do pano
Só daria samba e carnaval.

Sob a corrupção infernal
Sem futuro e sem justiça
Brasil sempre será surreal
E a maioria será mundiça!


Um comentário:

Anônimo disse...

Muito bom... Gostei!