quinta-feira, 26 de março de 2015

Momento lírico 352

ESTÁ NAS ESCRITURAS
(Karl Fern)

No princípio nada nada existia
Esse mundo não tinha forma
Não havia nenhuma norma
Toda a matéria seguia vazia.

Até que saindo da letargia
A dadivosa natureza reagiu
Um universo brilhante surgiu
Como sendo passe de magia.

Em justa e perfeita sintonia
Tudo de bom e de mal se fez
Cada um ocupando sua vez
Feito versos em uma poesia.

Como conclusão a vida viria
Um flash de epílogo perfeito
Com tudo que possuía direito
Em sua complexa engenharia.

Foi brotando sem entropia
Dos micróbios aos animais
Desde o plâncton aos vegetais
Conforme a natureza queria.

Veio o homem e a sabedoria
As várias maneiras de viver
Diversas formas pra entender
Desde a ciência até a alquimia.

Vieram a religião e a mitologia
Entre tantas lendas a de Psiquê
E como verdade gerou-se você
Musa amada e prima alegria!

Como em uma épica profecia
De desejo, ternura e carinho
Em minha alma fiou seu ninho
No meu coração fez moradia!

E quando eu morrer algum dia
Quando em pó me transformar
Com seu pó hei de me juntar
Qual o nobre pó da Teogonia!


Nenhum comentário: