domingo, 15 de março de 2015

Momento lírico 349

VARANDA AO LUAR
(Karl Fern)

Uma varanda montada em frente ao mar
No piso sombra bordada pela luz do luar
Nos âmagos embalados um sublime querer
Beijo lábios molhados de desejo e prazer.

O silêncio excitante promove o sussurrar
Lascívia galopante insiste em nos dominar
Felicidade envolvente que adorna o por quê
Minha alma refulgente pertencendo a você.

Este fogo ardente aventa em nos devorar
Ansiedade crescente em carícias de mimar
Essa paixão delirante não me deixa escolher
Careço ser seu amante para vir sobreviver.

Um comentário:

Lucena Fernandes disse...

Adoro esses devaneios! Muito bonito! Parabéns!