sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Momento lírico 339

TRISTEZA!
(Karl Fern)

Não sentimos revolta maior
Que magoa como a pior ferida
Encontrar uma criança afligida
Inocente e sofrendo sem dó
Enquanto políticos de paletó
Esparramam com sua comida!

E a pior das misérias na vida
Governo gozando benefícios
Trazendo a carentes, suplícios
Com a corrupção desmedida
Engordando a corja pervertida
Sem pesar seus desperdícios.

Por entre discursos fictícios
Conseguem iludir o cidadão
Impiedosos dilapidam a nação!
Indefesos contra tais malefícios
O país segue para o precipício
Crianças vão caindo pelo chão!


Nenhum comentário: