segunda-feira, 10 de março de 2014

Quem inventou o beijo?

Examinando a cadeia evolutiva, é fácil imaginar a origem desse delicioso costume humano. Alguns primatas alimentam os filhos boca a boca, primeiro mastigando a comida e depois passando-a para o filhote; essa pode ter sido a origem do beijo. Tanto o primatólogo Frans de Waal quanto o etólogo Eibl-Eibesfeld apoiam a teoria. Parece que nossos ancestrais diretos também tinham o mesmo costume, porque alguns estudos antropológicos indicam que as hominídeas, por exemplo, as mulheres de Cro-Magnon, alimentavam os filhos boca a boca.
Nossos “primos” chimpanzés também se beijam, não só para se alimentar, mas como saudação ou como reconciliação depois de um conflito. O beijo é sinal de afeição e confiança entre os chimpanzés bonobos, muitas vezes envolvendo a língua em sinal de profunda afeição.
 Os beijos não são exclusivos da espécie humana, mas somos a única espécie com lábios que se dobram para fora e com uma cor distinta que os diferencia do restante da pele. Os lábios são visualmente atraentes e muito sensíveis, pois têm a epiderme mais fina do corpo e muitas células nervosas sensórias convergem neles. O certo é que o beijo sem transferência de comida é uma expressão quase universal de amor e afeição entre os seres humanos.  
Fonte: REVISTA SELEÇÕES READER’S DIGEST (http://www.selecoes.com.br/)


Nenhum comentário: