sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Momento lírico 245


INSEPARÁVEL AMIGO
(Karl Fern)

Pensei te fazer homenagem
Agradecer-te por tudo que faz
Mas em rimas não sou capaz
Depois de extensa triagem
O berço de minha linguagem
Nenhuma rima tua me traz.

Objeto sumamente atraente
És também muito importante
Pra mim poderoso gigante
Necessário pra toda gente
Companheiro da boa mente
Tesouro amado e cativante.

Foste criado pra ser eterno
E pra nunca mais perecer
Carregar o mundo do saber
Do mais antigo ao moderno
Do conflitivo até o fraterno
Ajudar quem a ti conhecer.

Contigo se aprendem lições
És amigo de horas amargas
Atenuante nas dores largas
Conselheiro de boas vocações
Criador de vastas emoções
Alívio de enfadonhas cargas.

Tua riqueza não tem limite
Mensageiro para o coração
Seguidor no ócio e na ação
Ter-te é sempre um convite
Consumir-te ufana o apetite
És o LIVRO, bendita criação!

Nenhum comentário: