sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Carro branco

Na moda, carro branco pode custar mais até com pintura simples. Algumas marcas cobram valor extra pela cor sólida, e não só a metálica. Essa taxa varia de R$ 250 a R$ 5 mil, de acordo com a montadora. Em levantamento dos fabricantes de tintas automotivas, a cor aparece como a mais popular em todo o mundo, escolhida por 20% a 25% dos proprietários de automóveis.
Há a fama de que a pintura do carro branco pode amarelar com o tempo ou ficar "encardida". Mas isso é um exagero, dizem especialistas em tintas automotivas. Além do mais, a pintura branca não requer nenhum cuidado extra para manutenção. É apenas água e sabão neutro. No máximo, algum xampu para carros. Encerar com muita frequência é ruim. O ideal é a cada seis meses, nunca todo mês, pois a cristalização e polimento acabam desgastando um pouco o verniz, que protege a pintura. Também é desaconselhável o uso de qualquer produto à base de petróleo, como aqueles que contêm querosene, ainda que diluído.
Em casos de repintura pode haver diferenças em relação à cobertura original, porque as oficinas têm um sistema diferente das montadoras, outro tipo de verniz, de secagem. Um carro branco todo repintado pode amarelar um pouco justamente porque a oficina não tem como aplicar como a montadora. Na oficina, a tinta seca no máximo a 80°C enquanto na montadora é a 180°C. Isso faz a diferença. Os fabricantes de tintas automotivas, dão para a pintura original uma garantia de 10 anos, enquanto que na repintura, a garantia é de 36 meses.
Fonte: G1 

Nenhum comentário: