terça-feira, 8 de outubro de 2013

Momento lírico 209

TRAQUINAGENS
(Karl Fern)

No galho da goiabeira
Pendia um fruto maduro
Colorido, firme e seguro
Fiando a criança arteira
A planejar sorrateira
Como pular aquele muro!

Seja qual for o menino
Que já teve esta visão
E não sucumbiu â tentação
Esse prazer pequenino
Não foi suficiente "traquino"
Perdeu a infância padrão.

Era no quintal do vizinho
Que tinha a fruta melhor
Mais doce, bela e maior
Sonho de cada espertinho
Planejava junto ou sozinho
Como vencer seu redor.

Se em um dia de azar
Vizinho passasse por perto
Moleque fosse descoberto
E ao pai fosse se queixar
O negócio ainda ia “pegar”
“Peia” era o castigo certo!

Mesmo assim valia a pena
O prazer de ir arrancar
O deleite de saborear
Era uma emoção plena
Por tentação tão pequena
Valia o risco de “apanhar”.

Mesmo já sendo idoso
Com a memória limitada
Dá saudade da criançada
Ouvindo histórias de trancoso
Lembrar como era gostoso
Comer uma goiaba furtada.


Um comentário:

Lucena Fernandes disse...

Fiz muito disso....meu irmão subia na goiabeira e eu ficava de "vigia"......kkkkkkk.