quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Momento lírico 203

LOUCURA TOTAL
(Karl Fern)

Tens um brilho envolvente
Encantas quando presente
Quando te vejo de pertinho
Nem sei se por atrevimento
Mas me vem o pensamento
De te abraçar com carinho.

Teu sorriso me faz tão bem
Tua voz me enleva também
Tens uma aura contagiosa
Quando me deitas teu olhar
Vem-me ganas de enlaçar
Essa figura doce e mimosa.

Mesmo que só um tiquinho
Galopar neste teu jeitinho
É como flutuar em nevoeiro
Tendo cultuado semblante
Domo o querer suplicante
De grudar-me no teu cheiro!

Tu és meu novedio proibido
Rogo cândido de pejo libido
Jamais te trarei embaraços
Por ti tenho fausto respeito
Pois eu não tenho o direito
De conspurcar teus espaços.

Se um dia eu for mais além
E tu me aceitares também
E pelo querer consumidos!
Que não seja mero lampejo
Que matemos nosso desejo
E sejamos loucos varridos!
Fonte: MINHA RIMAS II

2 comentários:

Anônimo disse...

Loucura de poema, era tudo que faltava pra embelezar meu dia! O que vier depois, é lucro!

Parabéns professor poeta!

Lucena Fernandes disse...

Um abraço com tanto carinho, quem não gostaria!
Que poema!
Parabéns!