domingo, 25 de agosto de 2013

Momento lírico 188

VIDA QUE SEGUE!
(Karl Fern)

A gente tem um amor
Mas ele não nos entende
As vezes até nos ofende
Machuca com muita dor
Destrói nosso interior
Duvidando do nosso bem
Arruína tudo que se tem
Mutila nossa canção
Espinha nosso coração
Minando com seu desdém.

Sentimos como ninguém
Tristes e desconsolados
Profundamente magoados
Valendo nem um vintém
Tudo por causa de alguém
Que atravessa o caminho
E com trejeito mesquinho
Torna-se mais acreditado
Largando tudo acabado
A ira vencendo o carinho.

Se a rosa tem espinho
Sob sua pétala perfeita
Que a natureza enfeita
Nas laterais do caminho
Por que no mundo sozinho
Sempre sairia ganhando?
Melhor ir se motivando
Com o que se tem na vida
Mesmo sem sua querida
O mundo segue girando.


2 comentários:

Suenia disse...

É DESSE MODELO.... Parabéns poeta, por falar em rimas, o meu sentimento de hoje!

Lucena Fernandes disse...

É desse jeito que estou me sentindo. Uma tristeza imensa tomou conta de mim! Ah! Se o tempo voltasse!