sábado, 24 de agosto de 2013

Momento lírico 185

DEPOIS DO FIM...
(Karl Fern)

Assim são muitos amores
Parecem nuvem de flores
Com o tempo tudo passa
O que se pintava perfeito
De repente fica desfeito
Fica um rastro de fumaça.

E o que parecia eterno
Como início de inverno
O mundo esfria e termina
Todo verde amarelece
Dura tristeza reaparece
O que era vivo amofina.

O céu perde o colorido
O dia fica mais comprido
Mente flui em andanças
Flashes e sutis lampejos
Da satisfação dos desejos
Voam lindas lembranças.

Passam íntimos segredos
Vividos acima dos medos
No idílio da felicidade
Oque começou acabou
O que finalmente restou
Foi um paiol de saudades.

 (*) Do meu livro MINHA RIMAS II


2 comentários:

Lucena Fernandes disse...

Não acredito que o amor acabe. O que termina é paixão!

Anônimo disse...

O amor nunca vai acabar,acabam-se os relacionamentos, pois é "COISA" de humanos, porém o amor esse é DIVINO!


Mesmo assim valeu!