terça-feira, 16 de julho de 2013

Momento lírico 175

AMOR PRA SEMPRE
(Karl Fern)

Esse amor ingênuo e belo
Faceiro, tenaz, singelo
Um vendaval consoante
Cio de perene prazer
Num alvissareiro querer
Uma ansiedade constante.

Sagaz desejo candente
Uma querência paciente
De envolvente sinfonia
Cederam pudicos laços
Invadiram-se os espaços
Das pétalas da euforia.

Suplicante na memória
Reinos de lúdica glória
Sonhos de amor sincero.
Esse sentimento colosso
Escapar dele não posso
Abdicar dele não quero.

Um comentário:

Lucena Fernandes disse...

Nossa, que poema lindo e singelo!Adorei! Mais uma vez, parabéns!!!