sábado, 4 de maio de 2013

Momento lírico 163

DIA DOS NAMORADOS
(Karl Fern)

Não há coisa mais sublime
Que um casal de namorados
Convulsos apaixonados
Entrelaçados feito vime
O querer é seu regime
Constroem castelos de luz
Qualquer gesto os seduz
Um candelabro de emoções
Numa redoma de ilusões
Sob um arco-íris de cristais
Nos murmúrios musicais
Soam vendavais de canções.

Chama, fogo, suor e calor
Nos sorrisos entreabertos
Prazer dos sentidos espertos
Espaço de inquietude indolor
Perfume de primoroso olor
Ato que convulsiona a alma
Doce prazer que acalma
Orvalho do campo tremula
A relva macia estimula
Íntimos prazeres pessoais
Surfam em raios siderais
A fadiga que o amor regula.

Neste dia de felicidades
De prazerosas atitudes
De saudáveis inquietudes
Nos suspiros das intimidades
Revivam empatias e vontades
Nas odes loucas dos amantes
Como pétalas tremulantes
Deslumbradas pela ousadia
Forjando ondas de alegria
Que todos os namorados
Ludicamente apaixonados
Vivam mais felizes seu dia.

2 comentários:

Anônimo disse...

Perfeito.....

Lucena Fernanded disse...

Que o Dia dos Namorados seja comemorado todos os dias, com todo ardor do primeiro encontro!