sábado, 2 de março de 2013

O Jornal

É um meio de comunicação de massas impresso, cujas características principais são o uso de papel de imprensa - mais barato e de menor qualidade - dentro daquilo que se entende por linguagem jornalística. A maioria é de periodicidade diária e de conteúdo genérico, mas há também os com conteúdo especializado como economia e negócios, esportes etc.
O primeiro órgão regular a divulgar notícias foi a Acta Diurna (Realizações Diárias) na Roma Antiga, um boletim de anúncios do governo, sendo esculpidos em metal ou pedra e exibidos em locais públicos. Começou a publicada regularmente em 59 a. C., por ordem de Caio Julio César (100 a.C-44 a.C). Controlado pelo governo,  ele trazia novidades sociais e políticas, mortes, julgamentos, execuções, nascimentos, casamentos, eventos no Coliseu etc.
Na China, escritos em tecidos, circulavam entre oficiais da corte, durante o final da Dinastia Han (séculos II e III) folhas de notícias do governo, chamadas tipao. O Kaiyuan Za Bao ("Boletim da Corte, 713-734) na Dinastia Tang chinesa, publicava notícias do governo. Era escrito a mão, em seda e lido pelos oficiais do governo. 850 anos depois (1582) é feita a primeira referência a um jornal publicado privadamente, durante o final da Dinastia Ming.
Só no início do século XVII, na Europa, com a expansão da imprensa por causa da invenção da prensa móvel, foi que os jornais adquiriram a forma atual. A publicação alemã Relation aller Fürnemmen und gedenckwürdigen Historien, impresso a partir de 1605 por Johann Carolus (1575-1634) em Estrasburgo, é normalmente reconhecido como o primeiro jornal da história.
O primeiro jornal a circular no Brasil foi O Correio Brasiliense, escrito e impresso em Londres e de circulação clandestina (1808), antes da chegada no país da Corte de D. João VI (1767-1826).

Fontes principais: WIKIPÉDIA, SÓ BIOGRAFIAS, LIVRO DAS INVENÇÕES


Nenhum comentário: