sábado, 9 de fevereiro de 2013

Sambistas pioneiros

Embora se aceite como primeiro samba a composição intitula Pelo telefone, gravada (1916) antes pela banda da Casa Edison, e logo depois pelo cantor Manuel Pedro dos Santos, o Bahiano (1870 - 1944), assim apelidado por ter nascido em Santo Amaro da Purificação, Bahia, o ritmo do samba já existia desde meados do século XIX, no requebrado e muito batuque de negros.
Porém o mérito dessa descoberta coube a esse esperto carioca e descendente de baianos, Ernesto Joaquim Maria dos Santos, o Donga (1889-1974), que após reunir vários estribilhos ouvidos em meio do caos sonoro em que se transformavam as festas na casa da festeira baiana Tia Ciata, correu a registrá-los na Biblioteca Nacional, em dezembro (1916), com o título de Pelo telefone, e sob a indicação de gênero Samba.
O sucesso de Pelo Telefone no carnaval carioca (1917) provocou afinal o aparecimento de numerosos compositores dispostos a tentar o novo gênero. Entre eles estaria o pianista de clubes de dança, as hoje as gafieiras, José Barbosa da Silva, o Sinhô (1888 - 1930), compositor carioca nascido no Rio de Janeiro, RJ, músico tido como um dos criadores do samba carioca e que ganhou o título de rei do samba. Sem dúvidas ele tornou-se um extraordinário compositor que não apenas ajudaria a estruturar o ritmo do samba, mas também pioneiramente deu-lhe uma linha melódica definida e impôs um estilo próprio.
Fonte principal: SÓ BIOGRAFIAS


Nenhum comentário: