domingo, 24 de fevereiro de 2013

Momento lírico 139

HELENA
(Karl Fern)

Filha de Zeus e de Leda, Helena
A mais linda das princesas da Terra
Radiante e divinal desde pequena
Foi o pivô duma mitológica guerra

Entre muitos heróis pretendentes,
Casou-se com Menelau, da realeza
Na corte espartana, entre presentes
Desfilava sua mimosa e fatal beleza.

Estando em Esparta, Páris, troiano
Encanta-se pela linda peloponesa
E numa ausência do rei espartano
Rende-se a formosura da princesa.

Sob a égide do feitiço de Afrodite,
Helena foi pelo príncipe raptada
Num gesto tresloucado e sem limite
Voltou para Troia com sua amada.

Menelau magoado de dor no peito
Com Aquiles e outros reis amigos
Partiram para vingar o desrespeito
Dispostos a esmagarem os inimigos.

Após longos dez anos Troia caiu
Sob o ardil d’um cavalo emadeirado
E Menelau, rei que nunca desistiu
Com Páris morto sentiu-se vingado!

Do mundo troiano findo e arrasado,
Todos os desafetos tinham morrido,
Menelau o rei que fora atraiçoado
Resgatou seu amor quase perdido!


2 comentários:

Lucena Fernandes disse...

Poema muito bem escrito. Uma aula de história diferente! Uma obra prima! Parabéns!

Anônimo disse...

Como sempre nos encantando com bom gosto e perfeição!