sábado, 2 de fevereiro de 2013

Momento lírico 131

B R A S I L
(Karl Fern)
  
Já fomos aquele País do futuro
do Pra frente, Bento por Deus,
Orgulho de todos filhos seus
Alguns que até eu esconjuro
Terra de vistoso Porto Seguro
De teístas, alquimistas e ateus.

Mas cá vieram certos plebeus
Que visavam somente dinheiro
Fincaram seu viés interesseiro
Como descendentes de fariseus
Criaram uma política dos “meus”
Iludindo as massas por inteiro.

O povo seguiu preênsil roteiro
Moldada num perverso sistema
Deitando o país num vil dilema
De prometido ou só alvissareiro
Cedeu ao comboio embusteiro
Sorvendo insolúvel problema.

Cultura do servilismo é o lema
Afundada num vício antissocial
No qual não prevê algum final,
Parece indemonstrável teorema,
Das terras de Poti e de Iracema
Sobrou a maldição de Portugal.

Poderosos acham isso natural
A maioria permanece encantada
Segue os malandros apaixonada
Importante é futebol e carnaval
A nação que poderia ser a ideal
Sufoca a minoria inconformada!

Um comentário:

Anônimo disse...

BRASIL, Um país de tolos!