sábado, 2 de fevereiro de 2013

Camila

       Camila, 14 anos, uma menina rica, esperava seu aniversário de 15 anos ansiosa por seus pais terem-lhe prometido uma viagem em um cruzeiro, por cinco dias. Até que chegou. Seus pais a levaram ate a escada do navio onde despediram-se. Camila admirava a beleza do navio, distraída, e acabou esbarrando em um jovem de uns 20 anos.O rapaz pediu desculpas, e perguntou o nome dela. Ela logo respondeu, e perguntou também como ele se chamava. E ele: Raul. Tornaram-se amigos, mas o inesperado aconteceu, ela se apaixonou por ele. 
       Na manhã seguinte Camila viu um bilhete na porta de seu quarto escrito Bom dia. Logo ela soube que era de Raul. E assim foi indo até o cruzeiro terminar. Na ultima noite do cruzeiro, ela sabia que nunca mais iria ver ele, então os dois foram ao quarto, e ela entregou o tesouro mais preciso que ela tinha, até então: sua virgindade. 
       No dia seguinte quando Camila acordou, Raul já não estava mais ao seu lado e ao preparar-se para ir embora, deparou-se com uma caixa de prata muito bonita e um bilhete dizendo o seguinte frase: “Por Favor, abra a caixa em casa” – Raul. Ao chegar em casa, Camila deu beijo a cada em seus pais, e foi logo para o quarto abrir a caixa, ao abrir, viu uma flor preta e murcha e a seguinte frase: ”Bem vinda ao mundo da Aids!
Reprodução de matéria do FINA FLOR (http://lolasaraiva.wordpress.com/2011/05/15/852/)

2 comentários:

Lucena Fernandes disse...

Que tristeza!!

Anônimo disse...

Que coisa héim! Muito triste!