domingo, 6 de janeiro de 2013

Os Reis Magos


O Dia de Reis, segundo a tradição cristã, seria aquele em que Jesus Cristo recém-nascido recebeu a visita dos “Magos do Oriente". Segundo a tradição hagiológica, foram três Reis Magos e que esse encontro se deu na noite entre os dias 5 e 6 de janeiro. Assim, a noite do dia 5 de janeiro e madrugada do dia 6 é celebrada como Noite de Reis.
Eles saíram da Bíblia tão rápido como entraram! Funcionaram com autênticos figurantes na paisagem do nascimento de Jesus Cristo! Foram citados apenas no Evangelho de Mateus (2:1-12). Ali, o 2:11 reza “E, entrando na casa, acharam o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro, incenso e mirra.
Diz a hagiologia* que eles seriam:
- O árabe Baltazar: trazia incenso, significando a divindade do Menino Jesus;
- O indiano Belchior: trazia ouro, significando a sua realeza;
- O etíope Gaspar: trazia mirra, significando a sua humanidade.
A data marca, para os católicos, o dia para a veneração aos Reis Magos, que a tradição surgida no século VIII converteu nos santos Belchior, Gaspar e Baltazar. Nesta data, ainda, encerram-se para os católicos os festejos natalícios - sendo o dia em que são desarmados os presépios e retirados todos os enfeites natalícios.
*Hagiologia é o nome que se dá à descrição, estudo e tratado sobre a vida dos santos, no cristianismo, ciência também conhecida como hagiológio. O autor de hagiológios é conhecido como hagiólogo. Numa hagiografia, ao contrário da biografia, o hagiológio não tem a preocupação com o registro histórico de fatos, e sim da vida religiosa do biografado. Isso significa uma preocupação maior com os fenômenos da fé, e uma valoração das tradições e lendas tanto quanto dos fatos históricos propriamente ditos. Fonte: WIKIPEDIA



Um comentário:

Anônimo disse...

Muito bacana! foi assim mesmo que aprendi!

Adorei !