sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Bondinho centenário

Primeiro teleférico instalado no Brasil e terceiro no mundo, o bondinho do Pão de Açúcar é um dos mais importantes ícones do turismo carioca e uma das principais marcas registradas da cidade do Rio de Janeiro. O bondinho sai da Praça Coronel Tibúrcio, na Av. Pasteur, 520 - Praia Vermelha, de terça a domingo, das 8 às 22h, de trinta em trinta e cinco minutos. Considerado um dos mais seguros do mundo pelas entidades internacionais de teleféricos de passageiros, com mais de um século de funcionamento (1912-) circula sem ter registrado nenhum acidente com vítimas. O complexo turístico é formado por três estações - Praia Vermelha, Morro da Urca e Pão de Açúcar -, interligadas por quatro bondinhos, dois no trecho Praia Vermelha/Morro da Urca e dois no trecho Morro da Urca/Pão de Açúcar.
- Duração da Viagem:
1- Praia Vermelha/Morro da Urca: 3 minutos;
2- Morro da Urca/Pão de Açúcar: 3 minutos;
- Velocidade do Bondinho:
1- Praia Vermelha/Morro da Urca: 21Km/h
2- Morro da Urca/Pão de Açúcar: 31Km/h)
- Capacidade do Bondinho: 65 Passageiros
- Altura do Morro da Urca: 220 metros
- Distância Praia Vermelha/Morro da Urca: 528 metros
- Altura do Pão de Açúcar: 396 metros
- Distância Morro da Urca/ Pão de Açúcar: 735 metros.
Projeto (elaboração, execução e operação) do carioca Augusto Ferreira Ramos (1860-1939), engenheiro civil, sanitarista e economista brasileiro nascido no Estado do Rio de Janeiro, o projeto original (1908) previa três linhas de teleféricos, um ousado caminho aéreo para o Pão de Açúcar, através de teleféricos, ligando os morros da Babilônia, Urca e Pão de Açúcar: A primeira linha partia da Praia Vermelha ao alto do Morro da Urca, a segunda partia do alto Morro da Urca para o alto do Pão de Açúcar e a terceira partia também do alto do Morro da Urca para o alto do Morro da Babilônia, linha que terminou não sendo construída.
Com equipamentos fornecidos pela empresa alemã J. Pohlig, e as obras foram iniciadas e três anos depois foi inaugurada em 27 de outubro, a primeira etapa da obra, ligando a Praia Vermelha ao alto do Morro da Urca (1912). No ano seguinte, em 18 de janeiro, concluiu-se o segundo trecho que ligou o Morro da Urca ao cume do Pão de Açúcar, gastando-se até então 2 milhões de contos de réis, inaugurado o famoso teleférico do Pão de Açúcar. Ao concluir sua obra (1913), venceu a incredulidade dos que julgavam impossível o acesso ao pico do Pão de Açúcar, principalmente em um caminho aéreo, criando um dos passeios turísticos mais encantador e conhecido do mundo, de extraordinária e surpreendente visão panorâmica, o que deu grande projeção internacional à cidade do Rio de Janeiro.
Mais informações em www.bondinho.com.br


Um comentário:

Anônimo disse...

Gostei muito dessa matéria!!