terça-feira, 1 de janeiro de 2013

As 7 maravilhas do mundo antigo

Antípatro de Sídon ( ~ 190 - 140 a. C.), autor, poeta e escritor grego nascido em Sidon, é a quem normalmente se atribui a elaboração dessa lista (150 a C). Sua lista tratava de edificações imensas, templos e esculturas descomunais, pelo tamanho, beleza, riqueza e principalmente, pela magnitude da obra, porém era restrita a seu mundo conhecido, ou seja, o mundo helênico, o Médio Oriente e o Norte da África. Possivelmente viajou bastante dedicando boa parte de sua vida nessas visitando construções e coletando informações. Assim se explica porque a Muralhas da China não integrou sua relação.
O que ele considerou serem as sete maravilhas do Mundo Antigo, com o nome e o respectivo ano de construção, eram a Pirâmide de Quéops (~2600 a. C.), a única que chegou até nosso tempo, a Estátua de Zeus, no Olimpo (466-455 a. C.), o Templo de Diana, deusa também chamada de Artêmis ou Artemísia, na Turquia (~450-250 a. C.), o Colosso de Rodes, na entrada do porto de Rodes (287-274 a. C.) e que já não existia em seu tempo e também a mais lendária das sete, o Mausoléu de Helicarnaso (353 e 350 a. C.), na atual Bodrum, Turquia, o Farol de Alexandria, na ilha chamada de Faros, perto de Alexandria, e o Jardins Suspensos da Babilônia (600 a. C.).


Um comentário:

Anônimo disse...

Muito bacana essa matéria! Amei!

Parabéns professor!