segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Natal – A troca de presentes

Religião é uma questão de FÉ! Se o ser humano não tem FÉ para acreditar nas Escrituras e nos dogmas de sua prática religiosa, jamais será um bom crente. Para tudo tem uma explicação ou explicações que desafiam essa FÉ. Vimos em matéria anterior que a celebração do Natal foi introduzida após o início da formação da Igreja Romana, no século IV da era cristã,  oficialmente ordenado que fosse observado para sempre, no mesmo dia da milenar festividade em honra ao nascimento do deus Sol, já que não se conhecia a data exata do nascimento de Cristo. Uma forma mais conveniente de fazer o povo esquecer o deus pagão e passar a ter fé na existência de Cristo.
Hoje os cristãos insistem em que, apesar das raízes do Natal estarem no paganismo, agora eles não observam o Natal para honrarem um falso deus, o deus sol dos egípcios, por exemplo, mas para HONRAREM a Jesus Cristo. Mas em várias passagens da Bíblia, é dito que DEUS não aceitará o culto de pessoas que, querendo honrar a CRISTO, adotem um costume pagão. Isto significa que não podemos honrar e agradar a Deus com elementos de celebrações pagãs!
A tradição da troca de presentes, aparenta ter nascido com a oferta de ouro, incenso, e a mirra, pelos reis magos como forma de presentes ao menino Jesus, por ocasião do seu nascimento! Mas existe também uma explicação na tradição pagã dos presentes dos Reis Magos.
Os magos levaram presentes a CRISTO não por ser o dia de seu nascimento, pois eles chegaram meses depois do seu nascimento. Tanto que Herodes mandou matar todas as crianças com menos de dois anos. Por que não com menos de dois dias? Ao contrário do que mostram os presépios, Jesus já estava numa casa, não numa estrebaria. Tudo isso está em Mateus 2:1-19.
Os Magos não deram presentes uns aos outros instituindo um novo costume cristão de troca-troca de presentes a ser imitado, como é feito hoje. Eles não trocaram nenhum presente com seus amigos e familiares, nem entre si mesmos, mas sim presentearam unicamente o menino, pois pessoalmente eles acreditavam que estavam visitando Jesus Cristo, o novo REI DOS JUDEUS.
No Oriente e em algumas ilhas do Pacífico Sul não se costuma entrar na presença de reis ou pessoas importantes com as mãos vazias. E este costume encontra-se citado com frequência no Velho Testamento, como o fez a rainha de Sabá para Salomão. Assim os magos apenas seguiram um antigo costume. Levaram oferendas, da mesma maneira que levam ainda hoje quando visitam um chefe de estado. Portanto, o costume de trocas de presentes de Natal NADA tem a ver com o nascimento de Jesus, é apenas a continuação de MAIS um costume pagão.
CONCLUSÃO: o Natal se introduziu em nosso mundo ocidental não como um costume cristão mas, sim, pagão! Por mais lindo que seja, por mais confraternizante que pareça, por mais alegria que transpareça, não é uma festa de origem cristã!

Fonte:  Adaptado de texro do CETCISMO. NET - http://ceticismo.net/religiao/a-verdadeira-historia-do-natal/

2 comentários:

Anônimo disse...

Obrigado professor! Mas como falei anteriormente: Continuo atribuindo ao reis magos, é uma questão de fé, pois sem fé é impossível agradar a DEUS!

A matéria e ÓTIMA!

Professor Carlão disse...

Exatamente! É uma questão de FÉ. Ter FÉ é uma coisa sublime, pois todo aquele que tem FÉ de verdade é humilde e é humano!