quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Momento lírico 104


MIMOSA
(Karl Fern)

Ela que caminhou tão faceira
Com seu cabelo esvoaçante
Gracioso andar bamboleante
Garbosa, mimosa e altaneira
Encantou a avenida inteira
Fez o mundo mais brilhante.

Ao menos por breve instante
Brindou-me com sua beleza
Seu castiço porte de nobreza
Corpo de mulher exuberante
Silhueta esbelta e insinuante
Prospecto de ingênua sutileza.

Assim tão linda e majestosa
Desfilou numa sutil viagem
Meus olhos viram sua imagem
Sumir numa esquina invejosa
Deixando minh’alma lacrimosa
Parecendo ter visto miragem.

Assim essa elegante donzela
Espalhou uma deliciosa lição
Mulher é o perfume da emoção
Pois sendo simplesmente bela
Naturalmente feminina e singela
Num átimo enfeitiça um coração!

2 comentários:

Anônimo disse...

MIMOSA DEMAIS!

ADOREI!

Lucena Fernandes disse...

Lindo, suave e verdadeiro!
Parabéns!