quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Humor: O "causo" da farinhada em Sapé

        
           Sapé, município da região leste da Paraíba, é conhecido como grande produtor de abacaxi e mandioca. Contaram-me que certa vez um agricultor daquela região (não vou dizer o nome, pode a família não gostar e eu levar umas porradas!), acordou três horas da madrugada pra colher sua roça de mandioca e fazer farinha pra vender e adquiri seu sustento! Pois bem! Levantou-se e saiu ainda escuro para o roçado. Arrancou toda a roça (é assim que se chama um plantação de mandioca!), cortou a rama, descascou as batatas, lavou, cortou, moeu, preparou o fogo na casa de farinha e tudo o mais necessário, durante todo o dia e entrou pela noite.
           Umas dez horas da noite, tava ele lá sozinho morrendo de cansado, só de calção sujo, todo suado, mexendo a massa moída pra torrar e ficar sequinha no ponto e farinha. Mas não podia parar senão perdia toda o trabalho da safra. Foi aí que chegou sua mulher em toda carreira, apavorada e esbaforida e gritando: - ZÉ, pelo amor de deus, corra lá em casa que papai deu um troço e parece que tá morrendo! E o roceiro aperreado e naquela altura na última parte de seu trabalho de todo o dia e da safra, mas ainda não podendo parar, sem nem pensar direito na situação do sogro, gritou de volta: - Ele num tá nem com a mulesta pra querer morrer logo agora! E continuou mexendo...

Um comentário:

Damiao Dantas disse...

Perfeito, viu Carlão, cada dia melhor! Parece que nosso amigo Bira voltou da operação secreta!