sábado, 17 de novembro de 2012

Momento lírico 98



A MELHOR IDADE
(Karl Fern)

Não fujas da tua idade
Aceite-a com sabedoria
O que se passa a cada dia
Soma-se a tua sapiência
E negar a tua existência
É perder tua personalidade
Sucumbir à própria vaidade
Desvirtuar tua importância
Optar por mera ignorância
Ser rídiculo pela aparência.

A joventude é muito linda
Mas nunca uma eternidade
Todos temos nossa mocidade
E mais uma etapa passando
E a vida vai continuando
Toda idade é bem vinda
A felicidade é possível ainda
Pois só a vitória interessa
Pra morte não tenhas pressa
Mas não vivas te enganando!

Se algo deixastes de fazer
E hoje não podes mais
Não adianta jamais
Viver como abobalhado
Pensando estar no passado
Tentar o teu físico esconder
Quem olhar logo vai perceber
Tua falta de inteligência
Próximo de fausta demência
Parecendo ser um frustrado!

Um jovem não aprende sozinho
Pra depois se tornar professor
Seja um exemplo sedutor
Para qualquer nova criatura
Que anda na fase de aventura
Precisando quem indique caminho
Não fique a criar um burburinho
Querendo ser aquilo que já foi
Pois a realidade mais dói
Pra quem a idade esconjura.

Não esvazie sua credibilidade
O importante é ser jovial
A cabeça leve e legal
Longe de qualquer falsidade
Fugindo de toda ansiedade
O espírito de bem com a vida
Sentir-se uma pessoa querida
Enquanto a saúde permitir
O negócio é se divertir
Isso é que é a melhor idade!


"O importante é ser sempre jovial de cabeça e de espírito!"

2 comentários:

Anônimo disse...

Esse poema é uma guinada no nosso égo!

AMEI!

Anônimo disse...

Essa é a idade em que a qualidade de vida, é o ingrediente mais importante!

Parabéns...linda homenagem!!