sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Momento lírico 91

OS SETE PECADOS CAPITAIS
(Karl Fern)

Atitudes humanas consideradas
Injuriosas aos cânones divinos
Vilãs entre os cristãos genuínos
Contra ideias pela Igreja pregadas
Toscas práticas jamais largadas
Foram descritos séculos atrás
Enumerados em decretos papais
Quando em Roma reinava Gregório
Papa Magno, histórico e notório
Como OS SETE PECADOS CAPITAIS!

Apresentando desejo insaciável
Verdadeira cobiça por comida,
Seja sólida, fatiada ou bebida
Seu comportamento é lamentável
Torna-se um convidado insociável
Se alguém repara nem especula
Pois seus modos ele não regula
Quer sempre comer muito mais
Primeiro dos sete pecados capitais
Esse é a doentia e mortal "GULA".

Pecador sem convívio com Deus
Toma apego excessivo ao dinheiro
Se der lucro ele chega primeiro
Só interessa aumentar bens seus
Exemplo bíblico são os fariseus
Nunca pensa como é a natureza
Na busca desesperada por riqueza
Prioriza somente bens materiais
Segundo dos sete pecados capitais
Esse é a mesquinha e brutal "AVAREZA".

Sendo o desequilíbrio da humildade
Merece uma atenção especial
Transforma o indivíduo em anormal
Sentindo-se superior na sociedade
Enche-o de arrogância e vaidade
Só tem valor o que ele averba
Seus semelhantes ele exacerba
Acha-se o suprassumo dos maiorais
Terceiro dos sete pecados capitais
Esse é a tirânica e vaidosa "SOBERBA".

Um desejo passional e egoísta
Que se deixa dominar pelas paixões
Sem boas e sentimentais emoções
Efêmero, impuro e nada altruísta,
Insanidade exclusiva e egoísta
Prática da sexualidade espúria
Como se não existisse a injúria
Excessivo gozo de prazeres carnais
O quarto dos sete pecados capitais
Esse é a imoral e pérfida "LUXÚRIA".

A acentuada aversão ao trabalho
Carregada em uma constante dolência
Deita na sua intolerante dormência
Espera que lhe quebrem seu galho
Escora-se em alguém como um atalho
Trabalhar é uma profunda injustiça
Só o ócio e a vadiagem ele cobiça.
Não lhe interessa trabalhos laborais
O quinto dos sete pecados capitais
Esse é a incorrigível e vil "PREGUIÇA".

Intensivo desequilíbrio mental
Desperta rancor e até vingança
É terrível, pois deixa esperança
De forjar a propagação do mal
Desperta uma semente irracional
Há pessoas que não têm na mira
Que ela é tão ruim como a mentira
Embora sejam evidentes os sinais
O sexto dos sete pecados capitais
Esse é o cruel sentimento da "IRA".

O desejo pelo que não é essencial
Seguindo uma linha de raciocínio,
Tira do vivente o próprio tirocínio
A ânsia cobiçosa sobre um rival
Impede o seu crescimento espiritual
Ver-se perdido em sua íntima peleja
A do vizinho é sempre a melhor cereja
É escravo de insatisfações espectrais
Sétimo dos sete pecados capitais
Esse é a maliciosa e fútil "INVEJA".
Ver neste blog: http://professorcarlosfernandes.blogspot.com.br/2012/07/os-sete-pecados-capitais.html


2 comentários:

Anônimo disse...

ESSE Ë UM POEMA DOS MAIS DIFÍCEIS DE SE ESCREVER ( CREIO EU) !!! EXCELENTES VERSOS!

PARABÉNS!

Lucena Fernandes disse...

Que bom que agora sei a ordem exata dos sete pecados capitais. Muito bem escrito e descritos.
Parabéns!