sábado, 24 de novembro de 2012

Momento lírico 100

TU...
(Karl Fern)

Tens a sóbria graça das ninfas
A beleza da mitológica Atena
O perfume da rosa açucena
A pureza poética das linfas.

És a aurora no vasto roseiral
O lirismo das flores no viço
Essência d'um romântico feitiço
Uma escultura helênica virginal.

Ponto cardeal da minh’alma
Tênue luz de brilho magistral
Emanada de dourado castiçal
Uma brisa que sopra e acalma.

Escultura virtuosa e angelical
Cascata brilhante de diamantes
Harmônicas efigies sussurrantes
Chama preciosa de tez sensual.

Catedral de sonho e ansiedade
Tela clássica de estelar pintura
Sensação de ingênua candura
És o doce desfile da felicidade.

2 comentários:

Lucena Fernandes disse...

Valeu a pena esperar os MLs. Esse é mimoso (pra usar uma expressão sua), demais! Muito romântico!

Anônimo disse...

Lindo poema! Digno de uma princesa! A cada dia esse talento se torna evidente! Uma sensibilidade, um bom gosto incrível ora intelectualizado, ora popularizado! Como leitora assídua e fã, te parabenizo por esse poema numero 100! Obrigado por presentear mais uma vez seus leitores!


FELICIDADES!