quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Dieta: light ou diet?


Na hora do supermercado ou mesmo do lanche muita gente acha que se o alimento  for light ou diet pode comer mais que não vai atrapalhar a dieta. Mas isso pode ser um engano fatal para a perda de peso. É importante saber que rótulos do tipo light ou diet não servem como justificativa para exageros.
Alimentos diet geralmente são isentos de açúcar, sódio ou proteínas. Para compensar a falta de açúcar, por exemplo, adiciona-se uma maior quantidade de gordura, para conservar o sabor. Assim os alimentos considerados diet são quase sempre mais calóricos que o normal, não sendo, portanto, indicados para perda de peso.
O mesmo vale para os alimentos light, que podem ter uma redução de calorias, açúcares, gorduras, sódio ou outro nutriente em relação ao produto original. No entanto, a diferença calórica entre um produto e outro pode ser muito pequena e o sabor pode ser compensado aumentando a quantidade de outros componentes.
O importante é consumir o produto em porções pequenas, seja normal, light ou diet, e ler o rótulo com atenção para verificar qual o componente está isento ou reduzido naquele produto. Ao ler um rótulo, é preciso ir além da leitura das calorias totais. É preciso avaliar a composição deste alimento no que se refere às gorduras, sódio, fibras, carboidratos e proteínas. Pode ser que as calorias não sejam muitas, mas há o predomínio de gorduras de má qualidade nutricional no alimento e isso deve contar na decisão.
Fonte: MINHA VIDA 13/11/2012 (http://www.minhavida.com.br/alimentacao/ )

Um comentário:

Anônimo disse...

Até hoje ainda me atrapalho, adorei a dica!