quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Momento lírico 70

POEMA SEM TEMA
(Karl Fern)

A falta da inspiração devida
Também pode ser um tema
Até se tornar um poema
Ou versos de uma cantiga
Pois uma poesia sem liga
É geometria sem teorema

É uma palavra sem fonema
Um cercado sem porteiras
Limitado em suas fronteiras
Um Martim sem sua Iracema
Um cardume sem piracema
Vivendo horas derradeiras.

Com suas odes mensageiras
Esse dom é como uma bebida
Sem rimas ele hesita na lida
Tem frustrações e canseiras
A pior de todas as cegueiras
Ter a criação lírica perdida.

Mas enquanto tiver sua vida
Sua mente perdura inquieta
Devaneia como um profeta
A busca da vocação fugida
A teimosia não será vencida
Nunca se acomoda um POETA!

Um comentário:

Anônimo disse...

O que comentar diante dessa maravilha? Apenas externar a admiração de uma humilde leitora!

BRAVO!