sexta-feira, 13 de julho de 2012

Momento lírico 48

VERSEJANDO DEMOCRATICAMENTE
(Karl Fern)
Mesmo que o meu partido
Tenha assumido um compromisso
E eu tenha muito com isso
Pois sou um seu filiado
Eu não me sinto obrigado
A continuar insistindo
Naquilo que estou sentindo
Vendo acontecer tudo errado!

          Não vou me sentir culpado
          Nem tampouco um traidor
          Por votar num opositor!
          Pra ninguém tenho mentido
          Há muito já estou decidido
          Nunca fui de insinuações
          Nem fingimento ou invenções
          Ou pecar por erro repetido!

Mesmo sendo voto vencido
Não mudei de opinião
E com férrea convicção
Tendo uma certeza em mim
Nessa bandeira ir até o fim
Sigo como simples eleitor
Com meu amigo, o Cantor,
Querendo o melhor pra Jardim!

Fotos: EMÍLIO ALVES - BLOG BIRA VIEGAS (http://bira-viegas.blogspot.com/)

5 comentários:

Anônimo disse...

ADOREI! Parabéns poeta, por mais essa obra! Uma forma de contar em versos, "A democracia"

Aldeniz disse...

Jardim do Seridó, Agradece.Parabéns!

nildete araujo disse...

Eu não sabia que você era um poeta Parabéns e siga em frente fazendo suas poesias

nildete araujo disse...

Parabéns, por mais essa sabedoria ser poeta não é pra todo mundo mais você vai no caminho certo e bonito.

Professor Carlão disse...

Obrigado pelo incentivo de meus conterrâneos, em especial você, Nildete!