segunda-feira, 23 de julho de 2012

Momento lírico 52

UM TESOURO FEMININO
(Karl Fern)
Exuberantes na conta certa
De uma tez astuta e magistral
Adornos da nudez sem igual
Encantos da pele descoberta
Dotados de uma suavidade fatal
Provocam uma avidez visual
Quando saem da roupa aberta.

Sutilezas de extrema ternura
Revelam-se indefinidos nas cores
Mais belo que a mais bela das flores
Enlouquecem com sua candura
Exalam balsâmicos odores
Imagem pra delirantes louvores
Seleto fetiche em áurea moldura.

Ansiedade dos carinhos táteis
Receptor de delicados contatos
Libido de impulsos com recatos
Cobiça para fantasias hábeis
Carismáticos de encantos natos
Mimosos aos olhos sensatos
Devaneios de gestos adoráveis.

Símbolo da conquista atrevida
Graciosos, lindos, monumentais
Com aréolas perfeitas e sensuais
Púrpura própria e indefinida
Deles não se esquece jamais
São essas preciosidades reais
Os seios de mulher querida!

2 comentários:

Anônimo disse...

Um tesouro feminino, enaltecido pela sensibilidade de um poeta incrível!

Encantada!

Lucena Fernandes disse...

Que perfeição de descrição! Vc foi feliz até na escolha da ilustração. Foto belíssima!