quarta-feira, 4 de julho de 2012

Dicas para controle da pressão arterial

Nos dias de hoje é comum se ter muito cuidado com hipertensão e depois dos 50 anos de idade se tomar medicação para controle da pressão. A seguir listamos alguns passos que pode retardar este problema ou ajudar a baixar ainda mais e permitir que se obtenha os maiores benefícios de uma dosagem menor.

1.       Sódio - Reduzir o sódio em 300 mg (duas fatias de queijo processado) diminui a pressão sistólica em 2 a 4 pontos e a diastólica em 1 a 2 pontos. Quanto menos sódio mais baixa será a pressão. Por menos que possa parecer, OS ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS (E NÃO O SAL DE MESA) SÃO A MAIOR FONTE DE SÓDIO EM EXCESSO NA NOSSA ALIMENTAÇÃO. O sal é o principal conservante e o mais empregado nos alimentos enlatados ou embalados em caixas de papelão metalizadas. No caso dos líquidos não tem jeito, mas ALIMENTOS ENLATADOS CONSERVADOS EM ÁGUA SALGADA DEVEM SER LAVADOS EM PELO MENOS DUAS VEZES ANTES DE COZINHÁ-LOS. Escolher congeladas que com menos sal. Consumir condimentos e batatas fritas sem sal ou com baixo teor de sal. Ler com atenção os rótulos dos remédios de venda livre, pois alguns deles, como os ANTIÁCIDOS, CONTÊM ALTO TEOR DE SÓDIO. Na dúvida consulte o farmacêutico. Exclua o sal das receitas e encha o saleiro com um substituto do sal.

2.       Fumo – A nicotina presente no tabaco constringe os vasos sanguíneos, aumentando imediatamente a pressão dentro deles.

3.       Frutas - Comer BANANA, MELÃO ou damascos secos todos os dias é um hábito salutar, pois eles são ricos em POTÁSSIO, elemento que tem a capacidade de manter a pressão baixa. Outros alimentos ricos em potássio são espinafre, batata-doce e abacate.

4.       Grãos de soja - Cerca de 30 g de grãos de soja torrados e crocantes podem reduzir a pressão arterial sistólica em até dez pontos.

OBS: Pressão arterial diastólica é o menor valor verificado durante a aferição de pressão arterial. Exemplo: 12 por 8  significa que 12 refere-se à pressão arterial sistólica e 8 refere-se à pressão arterial diastólica, ambas medidas em decímetros de mercúrio (dmHg).

Fonte: Guia de Saúde e Longevidade – Reader´s Digest)

Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns!! Tudo explicadinho, da forma mais compreensível! Adorei!