domingo, 17 de junho de 2012

A parábola do semeador

Uma das parábolas mais exemplares da Bíblia Cristã é a chamada Parábola do Semeador, em Mateus 4 e 13. Na minha opinião é a mais exemplar e humana de todas. Em resumo ela diz o seguinte:
Certa vez Jesus estava pregando para a multidão! Eis que um semeador saiu com suas sementes. E enquanto caminhava, uma parte da semente caiu à beira do caminho e vieram as aves e comeram. Outra parte caiu em lugares pedregosos e logo nasceu, mas como não tinha terra profunda e por não ter raiz, logo secou. Outra caiu entre espinhos e antes que crescessem os espinhos a sufocaram. Mas a que foi semeada em boa terra, multiplicou-se e deu muitos lucros.
E assim é a vida! A semente que caiu à beira do caminho é como aquela pessoa que ouve e não entende. Aí vem o mal e arrebata o pouco que lhe foi semeado no coração. O que ouve e recebe com alegria, mas logo esquece é como a semente que foi semeada nos lugares pedregosos. Não cria raízes consistentes e em pouco tempo volta às práticas erradas. A que nasceu entre espinhos é como o que ouve o ensinamento, entende e percebe sua importância, mas logo sucumbe às tentações deste mundo e a sedução das riquezas, é sufocado e não reproduz o bem. Mas a que for semeada em boa terra, este é o que ouve, entende e põe em prática os ensinamentos e assim dá frutos, multiplicando seus exemplos e ensinamentos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Coisa mais linda!! És inteligente em todos os sentidos!!

Sou tua fã!

Beijos!