sábado, 16 de junho de 2012

Momento lírico 33


DESUMANIDADE

(Karl Fern)

Por que não se quer viver
Em universal irmandade,
Comunhão e fraternidade,
Muita alegria e prazer?
O homem parece querer
Ser o dragão da maldade.

Por que tanta atrocidade,
Tanto ódio, inveja e traição,
Prover promessas em vão,
Por ganância ou vaidade,
Em espiritual fragilidade
Sem respeitar seu irmão?

Por que colher satisfação,
Presunção de superioridade,
Crescer em uma sociedade,
Pisar viventes em frustração,
Curtir odienta humilhação
Com desumana crueldade?

Por que essa leviandade,
Sem ética e na corrupção,
O dinheiro ser a devoção?
Ter valor a promiscuidade,
Materializar a mediocridade,
Afundar-se na depravação?

Em sua insolúvel ambição
O homem não tem lealdade
E em sua voraz insanidade
Não aprende a maior lição,
Que a riqueza do coração
É que traz plena felicidade!

Um comentário:

Anônimo disse...

Em cada tema uma relexão!

Parabéns!