segunda-feira, 11 de junho de 2012

Momento lírico 31



NÃO VIVO SEM ELA

(Karl Fern)

Era a imagem mais linda
Uma figura atraente
Possuí-la, uma obsessão
Queria-a pra mim somente

Uma ansiedade premente
Sonhava com minha querida
Sempre olhei para ela,
Com uma cobiça atrevida.

Fiz entrar em minha vida
Na primeira oportunidade
Aos poucos me convenceu
Ser pra mim prioridade.
Em permanente lealdade
Nunca me deixou sozinho
Prestativa, brilhante, mimosa
Conquistou-me a cada apertinho.

A meu lado, sempre pertinho
Com suaves toques trabalhando
Sempre pronta a me atender
Precisa, jamais se queixando.

Disposta e me auxiliando
Nunca se pondo cansada
Pronta a atender meus desejos
Sem nunca reclamar nada.

Hoje não vivo sem minh’amada
Dependência avassaladora
Minha eterna companheira
A inseparável CALCULADORA!


Um comentário:

Anônimo disse...

Bem bolada! Sem demagogia....Poeta, é poeta!

Não importa o que aconteça, em qualquer circunstancia, sempre terás meu incentivo e meu apoio sincero!
Sou tua fã numero 1


Parabéns