sexta-feira, 25 de maio de 2012

Momento lírico 21



OTIMISMO (Karl Fern)

Tudo na vida muda, é passageiro
Nunca vou guardar alguma dor
Nenhum passo é o derradeiro
Tudo é possível se preciso for.

As frustrações da deslealdade
São esquecíveis, é só querer
Mais vale buscar a felicidade
A ficar no ódio ou no desprazer.

Não insisto no que não me serve
Não vivo pra ser vago ou triste
Cultivo a dádiva da minha verve
Sigo crendo que Deus existe.

Dos idos somente boas lembranças
As más há muito eu já esqueci
Hoje gozo de minhas andanças
Ao futuro irei como sempre vivi.

Se for preciso eu até chorarei
Mas logo esquecerei as dores
Que a vida é curta, isso eu sei
Então por que não ser de amores?

Eu tenho o direito ao pranto
Pra desafogar qualquer mágoa
Desvanecer algum desencanto
Verter tristezas em gotas d’água.

Deus dar-me-á o que mereço
Por isso faço a minha parte
O que é bom eu não esqueço
O que é mau dou um descarte.

Uma aura de luz há de acompanhar
Quem só tem amor no coração
Será bem mais fácil de caminhar
Sabendo distinguir cada emoção.

2 comentários:

Eustáquio. disse...

Lindo!!! Preciosíssimo poema, amei!!!

Lucena Fernandes disse...

Cada dia fico aguardando a postagem dos poemas. Não sei como consegue trazer sempre coisas tão bonitas, tão especiais, que tocam nosso coração e nossa alma!