terça-feira, 1 de maio de 2012

Membros do PV/JS, em Natal

Membros do PV (Partido Verde ) de Jardim do Seridó estiveram ontem em Natal reunidos com o Senador Paulo Davim, quando apresentaram oficialmente documento da decisão da assembleia do partido em que foi votado e decidido o apoio à reeleição de Jocimar Dantas, do PMDB, a Prefeitura Municipal de Jardim do Seridó.
Na ocasião o Senador falou da importância do PV de Jardim do Seridó e das suas decisões partidárias. Que o partido está no caminho certo quanto as eleições de 2012. Destacou  que todos os municípios deveriam ter uma Secretaria do Meio Ambiente e que Jardim não seria diferente para que esta unidade possa desenvolver um trabalho de conscientização da população em fazer coleta seletiva e não jogar lixo nas ruas, na sua luta pela preservação do meio ambiente. Citou a importância de se trabalhar as datas comemorativas de interesses ambientais como o dia da água, do índio, da caatinga etc.
Especificamente sobre o dia da caatinga, celebrado no último dia 28 de abril, falou que fará  um pronunciamento no Senado nesta quarta feira, dia 02 de maio, ás 15:00hs, sobre este bioma que só existe no interior do Nordeste do Brasil. Por essa razão que ele defenderá no Senado a importância que deve ser dada a preservação da fauna e da flora da caatinga, finalizou o senador .
Na foto Carlão, Brejeiro, Paulo e Omides

7 comentários:

Robson disse...

Eu não consigo entender, como é que um partido sério como o PV, apoia uma administração, que durante os três primeiros anos, foi de abandono e descaso com a população de Jardim do Seridó. E DEPOIS A IMPRENSA, VEM COM ESSA CONVERSA DE VOTO CONSCIENTE; NO BRASIL? manhã limão!

Prof. Carlão disse...

Entendo sua dúvida Robson, mas continue apostando que estamos construindo uma sigla partidária séria e democrática, respeitando a decisão da maioria. Esse apoio (que eu pessoalmente fui contra, todos sabem disso!) foi tomada em votação secreta, após ambos os pré-candidatos majoritários serem convidados, comparecerem de boa e livre vontade à reuniões do Partido (em datas diferentes, sem limite de tempo e previamente acordadas!) e exporem as suas ideias e planos! Portanto de maneira mais democrática possível e com as opiniões individuais totalmente respeitadas, como nenhum partido fez antes em Jardim do Seridó! Eu garanto!

Márcio Albuquerque disse...

Carlão,
Acho louvável a sua postura de dizer abertamente que é contra a decisão da maioria. Até ai entendo perfeitamente.
O que não posso é continuar apostando que está sendo construida uma sigla partidária séria e democrática, juntando-se a esta administração. O PV poderia ser uma opção alternativa para quem não concorda com essa pouca vergonha que domina Jardim há bastante tempo.
Agindo desta forma, nunca vamos ter verdadeiras mudanças.

Anônimo disse...

Acredito que se existe um desejo de mudança, esse é o primeiro passo!! "Quando conhecemos o caminho, fica bem fácil chegar"

Anônimo disse...

Com a sua postura Prof: Carlão fico cada vez mais certo de que todo politíco é farinha do mesmo saco.

Anônimo disse...

A dinâmica da política não abrange Jardim do Seridó RN, lá ou você éVerde ou é Vermelho, pra mim isso é coisa do passado, ja votei em todos os partidos que se possa imaginar e ainda não acertei, continuarei mudando toda vez que achar necessário, e morreu Maria preá.

Professor Carlão disse...

Em política é essencial que você não fuja de seus ideais, mas não haja com a paixão e muito menos com fanatismos. Não se conforme , mas respeite os resultados adversos. Saiba ser poder quando for poder tanto quanto saiba ser oposição quando for oposição, sempre com respeito e dignidade para o bom desenvolvimento dos ideais democráticos. O que tenho é meu voto e dele eu não abro mão. Agora quando a maioria for contra meus ideais resta-me lutar educadamente e respeitosamente por um nova oportunidade! As decisões têm de ser tomadas com bom senso e depois de muito diálogo. Nada decidido na emoção, sob a verve da paixão ou da primeira impressão tem valor definitivo e corre o risco de se incorrer em injustiças. Obrigado!