terça-feira, 17 de abril de 2012

Saúde – Tema recorrente de discursos eleitoreiros

          
Pela definição da Organização Mundial da Saúde - OMS,  SAÙDE é o estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença. É a melhor situação em que podemos viver!
As doenças, portanto, podem ser causa ou efeito de problemas psíquicos (isto quer dizer mais ou menos "passar um aperreio de vida" ou "ficar ruim do juízo"). Por exemplo, preocupações com uma seca podem levar o agricultor do sertão nordestino a adquirir uma enfermidade como uma úlcera ou ao sofrimento provocado por uma doença incurável ou a leva-lo à loucura. A fome é outro exemplo de grave estágio de falta de saúde.
Recentemente  o Seridó tem visto e ouvido notícias sobre vários casos de suicídios individuais ocorridos na região. Portanto isso pode ser sintoma de um grave problema de saúde pública e que merece muita atenção das secretarias de saúde municipais e entdades oficiais ligadas à saúde pública estaduais e federais.
Atenção senhores secretários! A obrigação de vossas pastas não se resume a somente distribuir remédios e arranjar ambulâncias para transportar enfermos! Não! Tais obrigações são muito maiores e mais abrangentes que essas simples atividades burocráticas que muitas vezes são usadas como manobras eleitoreiras!
Portanto, chega de vaidades, incompetência e casuísmos de interesse de promoção pessoal, custe o que custar. Vamos entrar para a história pelo lado bom!
Fonte: http://www.dec.ufcg.edu.br/saneamento/

Nenhum comentário: