segunda-feira, 26 de março de 2012

CAMPINA GRANDE - A Rainha da Borborema



Cidade serrana, localizada sobre o Planalto da Borborema, no Agreste da Paraíba, a 130 quilômetros de João Pessoa, capital do Estado da Paraíba. Servida por duas estradas federais,  a BR 230, a Transamazônica, e a BR 104, ambas muito bem conservadas, ligando a cidade ao resto do país. É a segunda maior cidade da Paraíba, superada somente pela capital, tendo uma população de aproximadamente 350 mil habitantes, e também uma das maiores cidades do interior brasileiro e a 2ª maior do interior nordestino. 
Elevada a cidade em 1864, a Rainha da Borborema se originou da conquista por portugueses de um aldeamento dos índios Cariris (1697) e consequente fundação do povoado. Naquele ano o Capitão-Mor Teodósio de Oliveira Ledo, vindo das bandas do Piranhas, aqui estabeleceu um aldeamento de índios Ariús que ele trouxera consigo. No ano seguinte veio o frade do Convento de Santo Antônio para catequizá-los. Apesar de Tedósio ter sido o primeiro a estabelecer-se, a localidade já era conhecida por Campina Grande. 
Situada em uma posição geográfica favorável, ponto de encontro entre a produção e o consumo, essa localização determinou sua expansão comercial e de serviços. Seu crescimento deveu-se, pois, à expansão mercantil européia em grandes propriedades agropastoris nas colônias: gado, cana-de-açúcar, mandioca, sisal e notadamente algodão, além de agricultura de subsistência. Portanto é uma cidade de atividade econômica voltada especialmente para o comércio e indústria. 
É conhecida também pelo seu potencial tecnológico, científico e cultural, possuindo atualmente três universidades, uma federal (UFCG), uma estadual (UEPB) e uma de iniciativa privada (FACISA) e sendo considerado atualmente um importante polo internacional de informática na área de softwares. 
Outra importante fonte de renda para sua população é o turismo de eventos, sendo notáveis a festividade conhecida como O Maior São João do Mundo, durante todo o mês de junho, o Encontro para a Nova Consciência, um evento ecumênico e de reflexões, promovido durante o período do Carnaval Nacional, e o Festival de Inverno, um encontro teatral realizado no mês de agosto.

Um comentário:

Anônimo disse...

Essa é a minha terra natal, onde muito me orgulho de ter nascido!!

A mais bela paraibana!!