sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Recuperação sanitária dos nossos mananciais

Faz-se necessária a criação de um programa de recuperação sanitária dos nossos mananciais, pois de nada adiantará o controle cadastral dos mesmos sem um trabalho de saneamento das bacias hidrográficas.
Todos sabemos que devido o descaso com o tratamento de esgotos e do lixo produzido nas comunidades urbanas, como também o depósito ao ar livre dos rejeitos de extrações minerais etc, tem feito com que a poluição generalizada provoque a contínua degeneração da qualidade da água acumulada nos nossos reser­vatórios.
É do conhecimento geral que embora os açudes sangrem normalmente, acumulando água para dois três anos posteriores, com alguns meses de verão suas águas tornam-se inadequadas para o consumo potável, tor­nando-se “grossa” como diz o sertanejo. Na realidade sendo invadida pela proliferação de algas insalubres como aconteceu, por exemplo, com o açude Gargalheiras e o Zangarelhas poucos anos atrás, justamente alimentada pela insolação e pelos nutrientes dissolvidos na massa líquida, provenientes do descaso humano com a natureza.
O poder público através de seus executivos e legislativos têm de elaborar projetos e cobrar providências do governo federal e outras entidades de fomento, estes os que têm recursos financeiros capazes de cobrir ações de tal enver­gadura.
Assim se não tivermos uma água com condições sanitárias adequadas também, por exemplo, não teremos um pescado em condições de ser consumido, pois o peixe contaminado, além de ser uma alternativa econômica e uma grande fonte de proteínas, pode se tornar uma incontrolável origem de doenças e, conseqüentemente, um comprometedor caso de saúde pública!

Nenhum comentário: